Entenda a relação entre o NCM e o código de barras

Entenda a relação entre o NCM e o código de barras

Qual a relação entre o NCM e o código de barras no cadastro de produtos?

O cadastro de produtos é um fator de extrema importância para todo negócio que almeje o sucesso. Trata-se de uma maneira eficaz de reunir todas as informações da mercadoria em um único lugar. E durante o processo é possível que os gestores, inclusive os mais experientes, enfrentem uma série de obstáculos. Entre eles, podemos citar a incerteza quanto a relação entre o NCM e o código de barras no cadastro de produtos, tema do artigo de hoje.

Mas você deve estar se perguntando: Por que em meio a tantas questões eu devo me atentar à relação entre o NCM e o código de barras no cadastro de produtos? Para conseguir mensurar essa relevância, o ideal é compreender qual a função desses dois elementos e de que forma eles se relacionam durante a classificação dos produtos. Por isso, acompanhe este artigo até o final para sanar qualquer tipo de dúvida.

Qual é a relação entre o NCM e o código de barras?

A relação entre o NCM e o código de barras é bastante ampla. Para compreendê-la é necessário saber que o NCM classifica de modo geral o item em uma determinada categoria. Enquanto isso, o código de barras consegue identificar essa mesma mercadoria e trazer maiores informações sobre o produto no sistema da empresa. Sendo assim, eles atuam como documentos complementares.

Desse modo, é muito importante que eles sejam utilizados de maneira conjunta, principalmente no momento em que o item for cadastrado no sistema de gestão da empresa. Com isso a Gestão Tributária se desenvolve com maior qualidade e o tratamento tributário fornecido aos itens se torna muito mais adequado. 

Outro ponto importante é realçar que quando todos os procedimentos são efetuados de maneira correta, o risco de erro na classificação é abreviado de forma considerável, evitando que a empresa seja prejudicada devido à alguma multa, penalidade ou qualquer tipo de problema grave com o Fisco. O resultado é uma melhora notável na imagem e nas finanças do negócio.

O que pode ocorrer caso o sistema esteja desatualizado?

Um sistema desatualizado, como citado anteriormente, pode implicar em desarmonia com o Fisco. Isso certamente acarretará em multas e penalidades, além de manchar a reputação de seu negócio. 

Além disso, uma vez que o negócio sofrerá com penalidades, ele indubitavelmente terá sua saúde financeira prejudicada. Dessa maneira, se a classificação estiver incorreta, a empresa pode pagar alguns tributos indevidos ou de maneira duplicada, gastando seus recursos de maneira desnecessária, precisando recorrer a restituição tributária


Por fim, e não menos importante, equívocos em meio ao processo podem interferir no controle de estoque de suas mercadorias. Isso atrapalha na gestão, podendo implicar em impasses em outras subdivisões da empresa. Analisando todas estas questões é possível entender a importância da relação entre o NCM e o código de barras.

admin

Deixe uma resposta