publicado em:14/05/21 3:30 PM por: admin_ibgem Blog

Dúvidas relacionadas ao CST ICMS são recorrentes no meio empresarial. Isso porque muitos gestores não sabem realizar a escrituração dos documentos fiscais. Trata-se de uma situação relativamente perigosa, pois qualquer erro durante esse processo pode causar sérios problemas com o Fisco.

Pensando nisso, nós do IBGEM resolvemos te ajudar. Elaboramos um artigo completo sobre o CST ICMS, suas principais características, semelhanças e diferenças em relação a outros códigos existentes no cenário tributário brasileiro. Acompanhe!

O que é o CST ICMS?

O CST ICMS é um código que indica a situação tributária de um produto. Geralmente ele é elaborado de acordo com a aplicação da tributação da mercadoria ou serviço, além de também levar em conta a origem dessa mercadoria ou serviço. É comum que esse código seja formado por 3 números.

Note que desses 3 números, o primeiro dígito referente à origem da mercadoria ou serviço e, os dois últimos dígitos, se referem à tributação. Para que seja possível defini-los, é necessário se basear em duas tabelas diferentes. A primeira remete ao primeiro dígito e está relacionada a origem da mercadoria, sendo ela:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é tabela-origem-cst.png

Já a segunda tabela remete aos dois últimos números do código e é referente à forma de tributação dos produtos/serviços em questão, sendo ela:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é tabela-tributacao-icms.png

Sendo assim, uma vez que você possui todas as informações é possível determinar o CST ICMS de determinado produto.

A importância do cadastro para as empresas

O CST ICMS é parte importante do cadastramento de produtos. Em conjunto com NCM e o CFOP ele é responsável por congregar todas as informações de um determinado produto. Logo, é possível observar que se trata de uma prática essencial para o bom funcionamento de um negócio. Desse modo, qualquer pequena imprecisão durante este processo pode acarretar em graves consequências para a empresa.

Em outras palavras, a relevância do cadastro de itens está diretamente relacionada ao sucesso dos outros setores do negócio, como o fiscal, tributário e, consequentemente, o financeiro. Sendo assim, é importante destacarmos a importância em manter o cadastro sempre atualizado. Note que nosso sistema tributário está em constante mutação. Estas são manejadas pelas Secretarias de Fazenda (Federal e Estadual).

Elas tendem a afetar diretamente a maneira como é realizada a classificação de uma categoria específica de produtos. E isso, logicamente, influencia diretamente nas alíquotas dos produtos e, por consequência, suas informações cadastrais.

Logo, é necessário estar sempre atento a esta questão. O ideal é realizar a revisão do cadastramento de maneira recorrente. A empresa não pode relaxar, todo o procedimento deve ser contínuo. Para isso, o ideal é contar com uma equipe de especialistas na área tributária. E aqui no IBGEM você encontra profissionais experientes e capacitados, que podem te ajudar da melhor maneira possível.

Quais são as possíveis penalidades para um sistema desatualizado?

Você já entendeu o que é o CST ICMS e qual é a relevância do cadastro de produtos para a sua empresa. Mas agora está na hora de saber quais são as implicações para erros nesse setor. Para isso elaboramos uma lista com os principais deles e suas respectivas explicações:

  1. O sistema de cadastramento de produtos desatualizado pode implicar em desarmonia com o Fisco. Isso pode desencadear uma série de penalidades, além de manchar a reputação de seu negócio. Isso porque o não seguimento das regras de cadastramento de produtos certamente deixará o seu negócio em desconformidade com o Fisco, que certamente exigirá explicações e aplicará alguma punição relativa à infração;
  1. Graves danos à saúde financeira de seu negócio. Isso se deve, principalmente, à penalidade citadas no item anterior. Além disso, uma vez que a classificação esteja incorreta, a empresa pode pagar alguns tributos indevidos ou de maneira duplicada, gastando ainda mais dinheiro desnecessariamente;
  1. Por fim, um cadastro desatualizado pode interferir no controle de estoque de suas mercadorias. Isso atrapalha na gestão, podendo implicar em impasses em outros setores da empresa.

Muito cuidado para não confundir o CST ICMS com o CSOSN

Uma situação bastante recorrente no meio tributário é o fato de muitas pessoas, ainda que sabendo o que é o CST ICMS, confundirem o código com o CSOSN. Mais uma vez, tal erro é extremamente perigoso, podendo trazer problemas graves para a sua empresa.

Isso porque, apesar de semelhantes, estes são códigos diferentes. Note que CSOSN significa Código de Situação da Operação no Simples Nacional. Desse modo, apesar dos dois possuírem o mesmo objetivo, o CSOSN atende apenas empresas optantes pelo Simples Nacional.

Nesse contexto, qualquer erro, seja ele mínimo, pode ser desastroso. Isso porque os dígitos e códigos em si são bastante diferentes, logo é fundamental saber qual deles sua empresa deve usar. Desse modo você evita problemas com o preenchimento da NF-e e outros documentos.

Agora você conhece o CST ICMS e todos os temas importantes que se relacionam com ele. Lembre-se de sempre se atentar a todas as informações passadas aqui para evitar qualquer problema com a justiça. Além disso, caso julgue necessário você pode contar com ajuda profissional de nossos especialistas. Basta clicar aqui e solicitar o contato com um de nossos consultores.

Dúvidas relacionadas ao CST ICMS são recorrentes no meio empresarial. Isso porque muitos gestores não Isso porque muitos gestores não sabem na escrituração dos documentos fiscais. Trata-se de um situação relativamente perigosa, pois qualquer erro durante esse processo pode causar sérios problemas com o Fisco.

Pensando nisso, nós do IBGEM resolvemos te ajudar. Para isso, resolvemos elaborar um artigo completo sobre o CST ICMS, suas principais características, semelhanças e diferenças em relação a outros códigos existentes no cenário tributário brasileiro. Acompanhe!

O que é o CST ICMS?

O CST ICMS é um código que indica a situação tributária de um produto. Geralmente ele é elaborado de acordo com a aplicação da tributação da mercadoria ou serviço, além de também levar em conta a origem dessa mercadoria ou serviço. É comum que esse código seja formado por 3 números.

Note que desses 3 números, o primeiro dígito referente à origem da mercadoria ou serviço e, os dois últimos dígitos, se referem à tributação. Para que seja possível defini-los, é necessário se basear em duas tabelas diferentes. A primeira remete ao primeiro dígito e está relacionada a origem da mercadoria, sendo ela:

Já a segunda tabela remete aos dois últimos números do código e é referente à forma de tributação dos produtos/serviços em questão, sendo ela:

Sendo assim, uma vez que você possui todas as informações é possível que o CST ICMS de determinado produto.

A importância do cadastro para as empresas

O CST ICMS é parte importante do cadastramento de produtos. Em conjunto com NCM e o CFOP ele é responsável por congregar todas as informações de um determinado produto . Logo, é possível observar que trata-se de uma prática essencial para o bom funcionamento de um negócio. Desse modo, qualquer pequena imprecisão durante este processo pode acarretar em graves consequências para a empresa.

Em outras palavras, a relevância do cadastro de itens está diretamente relacionada ao sucesso dos outros setores do negócio, como o fiscal, tributário e, consequentemente, o financeiro. Sendo assim, é importante destacarmos a importância em manter o cadastro sempre atualizado. Note que nosso sistema tributário está em constante mutação. Estas são manejadas pela Secretarias de Fazenda (Federal e Estadual).

Elas tendem a afetar diretamente a maneira como é realizada a classificação de uma categoria específica de produtos. E isso, logicamente, influencia diretamente nas alíquotas dos produtos e, por consequência, em suas informações cadastrais.

Logo, é necessário estar sempre atento a esta questão. O ideal é realizar a revisão do cadastramento de maneira recorrente. A empresa não pode relaxar, todo o procedimento deve ser contínuo. Para isso, o ideal é contar com uma equipe de especialistas na área tributária. E aqui no IBGEM você encontra profissionais experientes e capacitados, que podem te ajudar da melhor maneira possível.

Quais são as possíveis penalidades para um sistema desatualizado?

Você já entendeu o que é o CST ICMS e qual é a relevância do cadastro de produtos para a sua empresa. Mas agora está na hora de saber quais são as implicações para erros nesse setor. Para isso elaboramos uma lista com os principais deles e suas respectivas explicações:

  1. O sistema de cadastramento de produtos desatualizado pode implicar em desarmonia com o Fisco. Isso pode desencadear uma série de penalidades, além de manchar a reputação de seu negócio. Isso porque o não seguimento das regras de cadastramento de produtos certamente deixará o seu negócio em desconformidade com o fisco, que certamente exigirá explicações e aplicará alguma punição relativa à infração;
  2. Graves danos à saúde financeira de seu negócio. Isso se deve, principalmente, à penalidade citadas no item anterior. Além disso, uma vez que a classificação esteja incorreta, a empresa pode pagar alguns tributos indevidos ou de maneira duplicada, gastando ainda mais dinheiro desnecessariamente;
  3. Por fim, um cadastro desatualizado pode interferir no controle de estoque de suas mercadorias. Isso atrapalha na gestão, podendo implicar em impasses em outros setores da empresa.

Muito cuidado para não confundir o CST ICMS com o CSOSN

Uma situação bastante recorrente no meio tributário é o fato de muitas pessoas, ainda que sabendo o que é o CST ICMS, confundirem o código com o CSOSN. Mais uma vez, tal erro é extremamente perigoso, podendo trazer problemas graves para a sua empresa.

Isso porque, apesar de semelhantes, estes são códigos diferentes. Note que CSOSN significa Código de Situação da Operação no Simples Nacional. Desse modo, apesar dos dois possuírem o mesmo objetivo, o CSOSN atende apenas empresas optantes pelo simples nacional.

Nesse contexto, qualquer erro, seja ele mínimo, pode ser desastroso. Isso porque os dígitos e códigos em si são bastante diferentes, logo é fundamental saber qual deles sua empresa deve usar. Desse modo você evita problemas com o preenchimento da NF-e e outros documentos.

Agora você conhece o CST ICMS e todos os temas importantes que se relacionam com ele. Lembre-se de sempre se atentar a todas as informações passadas aqui para evitar qualquer problema com a justiça. Além disso, caso julgue necessário você pode contar com ajuda profissional de nossos especialistas. Basta clicar aqui e efetuar o seu cadastro.



A última modificação foi feita em:maio 27th, 2021 as 13:33




Comentários



Adicionar Comentário