publicado em:4/12/20 8:29 AM por: addesenv_wp38 Blog

O segmento varejista é extremamente amplo no Brasil e seu funcionamento depende de inúmeros processos. Entre eles, podemos destacar o cadastro de produtos, sendo este fundamental para o bom funcionamento de um negócio. 

Nesse contexto, nós do IBGEM decidimos elaborar um artigo explicativo sobre o tema. Isso porque o cadastro de produtos muitas vezes não recebe a devida atenção, gerando uma série de problemas para as empresas. 

O que é o cadastro de produtos?

O cadastro de produtos remete ao ato de congregar todas as informações de um determinado produto. Feito isso é possível determinar o código de barras do item, garantindo que ele possa ser identificado de forma rápida e dinâmica. 

Com o código de barras o elemento se torna parte de uma categoria única, podendo ser enquadrado em alguma classe de tributação, o que certamente facilita a gestão tributária de uma empresa e inspeção do Fisco.

A importância do cadastro correto para empresas

Note que para empresas enquadradas no regime do Simples Nacional, certos produtos são de tributação  monofásica, ou seja, apenas um contribuinte tem total responsabilidade pelo recolhimento do tributo, no caso a Indústria, no entanto o cadastramento incorreto relacionado à codificação é recorrente, levantando diversos casos como a bitributação, onde ocorre a cobrança de um mesmo imposto de maneira duplicada, sendo esta por dois poderes públicos diferentes.

Isso pode proporcionar uma considerável perda financeira para o negócio. Desse modo é possível observar ainda mais a relevância do cadastro de itens, que está diretamente relacionada ao sucesso de alguns setores do negócio, como o FiscalTributário e, consequentemente, o Financeiro. 

Ainda  é importante destacar os principais códigos de cadastramento existentes no sistema tributário brasileiro. São eles o CFOP, o NCM e o CST, conteúdos já retratados em artigos do nosso blog e que podem ser consultados para elucidar ainda mais o assunto.

Quais são as possíveis penalidades de um sistema de cadastros incorreto?

Agora que você entendeu qual é a relevância do cadastro de produtos para a sua empresa, está na hora de saber quais são as implicações para erros nesse setor. Para isso elaboramos uma lista com os principais deles e suas respectivas explicações:

  1. Um sistema de cadastramento de produtos desatualizado pode implicar em desarmonia com o fisco. A imprecisão pode acarretar em multas e penalidade, além de macular a reputação de seu negócio. Isso porque o não seguimento das regras de cadastramento de produtos certamente deixará o seu negócio em desconformidade com o Fisco, que certamente exigirá explicações e aplicará alguma punição relativa à infração;
  2. Continuando nessa linha de raciocínio onde o negócio sofrerá com penalidades, ele indubitavelmente terá sua saúde financeira prejudicada. Além disso, uma vez que a classificação esteja incorreta, a empresa pode pagar alguns tributos indevidos ou de maneira duplicada. Desse modo pode haver a bitributação mesmo dentro de um regime monofásico;
  3. Um cadastro desatualizado pode interferir no controle de estoque de suas mercadorias. Isso atrapalha na gestão, podendo implicar em impasses em outros setores das empresa.

Agora você já sabe o que é e qual a importância do cadastro de produtos para o seu negócio. Lembre-se de sempre mantê-lo atualizado para não enfrentar qualquer problema em sua empresa ou até mesmo com a justiça.



A última modificação foi feita em:março 25th, 2021 as 12:56




Comentários



Adicionar Comentário